quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

MORRER É VOLTAR PARA CASA




"Afinal, quando os olhos se fecham para a luz, o coração silencia e a respiração cessa, terá morrido 
junto a essência humana?
Materialistas negam a continuação da vida. Mas os espiritualistas dizem que sim, a vida prossegue 
além da sepultura.
E eles têm razão. Há vida depois da morte.

Vida plena, pujante, encantadora.
Prova disso? As evidências estão ao alcance 
de todos os que querem vê-las.
Basta olhar o rosto de um ser querido que faleceu 
e veremos claramente que falta algo: a alma 
já não mais está ali.
O Espírito deixou o corpo feito de nervos, sangue, ossos e músculos. Elevou-se para regiões diferentes, misteriosas, onde as leis que prevalecem 
são as criadas por Deus.

Como acreditar que somos um amontoado de células, se dentro de nós agita-se um universo 
de pensamentos e sensações?
Não. Nós não morreremos junto com o corpo. O organismo voltará à natureza - restituiremos à Terra 
os elementos que recebemos – mas o Espírito 
jamais terá fim.
Viveremos para sempre, em dimensões diferentes desta. Somos imortais. O sopro que nos anima 
não se apaga ao toque da morte.
Prova disso está nas mensagens de renovação 
que vemos em toda parte.

Ou você nunca notou as flores delicadas que nascem 
sobre as sepulturas? É a mensagem silenciosa 
da natureza, anunciando a continuidade 
da vida.
Para aquele que buscou viver com ética e amor, 
a morte é apenas o fim de um ciclo:
a volta para casa.

Com a consciência pacificada, o coração em festa, o homem de bem fecha os olhos do corpo físico 
e abre as janelas da alma.
Do outro lado da vida, a multidão de seres amados o aguarda. Pais, irmãos,
filhos ou avós, não importa.
Os parentes e amigos que morreram antes 
estarão lá, para abraços calorosos, beijos 
de saudade, sorrisos de reencontro.

Nesse dia, as lágrimas podem regar o solo dos túmulos 
e até respingar nas flores, mas haverá felicidade 
para o que se foi em paz.
Ele vai descobrir um mundo novo, há muito esquecido. Descobrirá que é amado e experimentará 
um amor poderoso e contagiante:
o amor de Deus.

Depois daquele momento em que os olhos se fecharam 
no corpo material, uma voz ecoará na alma 
que acaba de deixar a Terra.
E dirá, suave: Vem, sê bem-vindo
de volta à tua casa!

A morte tem merecido considerações de toda ordem, 
ao longo da estada do homem
sobre a Terra.
É fenômeno orgânico inevitável, porque a Lei Divina prescreve que tudo quanto nasce, morre.
A morte não é, pois, o fim. 
Mas o momento do recomeço."

Pensemos nisso!

Redação do Momento Espírita



Somos imortais. Nosso corpo, envólucro de nossa alma,
queda-se à terra e, livre, o espírito voa para sua nova jornada: o retorno à pátria espiritual.
Desde que nascemos até nosso desencarne, desenrola-se a
vida. É neste decorrer de tempo que aqui ficamos, que oportuniza-se nosso crescimento e progresso, aos olhos de Deus.

Assim como nos tornamos seres bons, dotados de atributos que dignificam nossa condição humana e espiritual, podemos, também, tornarmo-nos criaturas ignóbeis e nocivas à sociedade.
Manifesta-se, então, a função do livre-arbítrio. Fazer com que exercitemos a escolha de nossa linha de conduta. Através dele, decidimos como agir, guiados pelos maus ou pelos bons pensamentos.

O que, basicamente, nos diferencia dos animais, além do raciocínio, é que naqueles não existe a necessidade do desenvolvimento harmonioso da mente e, por consequência, não há a busca pelo progresso e pela evolução. 
No ser humano, por outro lado, tudo concorre para que se desenvolva uma inteligência racional, além de sermos eternos pesquisadores de nós mesmos.

Desta forma, queremos saber cada vez mais o que somos, de onde viemos, o que fazemos aqui neste mundo e para onde iremos.
Resumindo, interrogamo-nos sobre nosso passado, nosso presente e nosso futuro.
E é neste momento que descobrimos o que realmente somos:
espíritos vindos de uma região sutil e muito menos densa do que o planeta que habitamos; somos almas com a finalidade precípua de exercitar o amor incondicional e, assim, evoluir e progredir; e, por fim, no término desta caminhada, voltaremos à casa do Pai, a fim de prestarmos contas do que aqui realizamos.

Portanto, de vez que cumprimos com nossas metas de vida, não devemos temer a morte, porquanto ela não existe e o que há é apenas um "até breve".

Que nos conscientizemos do reencontro com nossos familiares e amigos, que certamente estarão à nossa espera, quando chegarmos à espiritualidade.

Que assim seja!




50 comentários:

  1. Um até breve que não devemos temer.Porém, não queremos ou gostamos de dar...beijos,linda mensagem!chica

    ResponderExcluir
  2. Chica querida,
    É verdade, minha amiga. Difícil enfrentar essa realidade, porém quando Deus assim quer,
    precisamos reunir todas as forças que temos e, com fé e coragem, aceitar.
    Obrigada pela visita e pela partilha.
    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  3. A separação é difícil e muitas vezes dolorosa, mesmo sabendo , conhecendo e acreditando na continuídade da vida através da alma que sempre ressurge e continua.
    As vezes constumo brincar com quem teme tanto a morte , que a morte não é um problema e sim a solução, pois quando ela acontece é quando estamos prontos para continuar e iremos experimentar o grande "amor" e a verdadeira paz, portanto sejamos bons e caridosos, cheios de compaixão para um retorno tranquilo.
    Me lembrando do semblante de minha mãe, me recordo da paz que vimos em seu rosto, do sorriso discreto e calmo. Isso me deu uma tranquilidade e uma satisfaçao, pois não teve ninguém (mesmo os que não acreditam)que não preceberam tamanha paz que ela transmitia.
    Cada um de nós terá a sua hora e complementará o seu ciclo, e até lá devemos continuar nos caminhos e ensinamentos do Pai.
    obrigada mais uma vez pela linda mensagem e mais um ensinamento, uma partilha de esperança e fé.

    ResponderExcluir
  4. É bem assim, ainda bem, nem precisamos ter pressa de nada, a vida é eterna!
    Abraços amiga!
    Ivone

    ResponderExcluir
  5. Querida Remall,
    Obrigada pelo lindo comentário. Amei-o!
    Agradeço, também, pela partilha.
    Fica com Deus, amiga.
    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  6. Olá Ivone,
    Obrigada pela visita e pelo comentário.
    Não devemos ter pressa para voltar, pois Deus sabe exatamente o momento de virmos e de irmos.
    Meu afetuoso beijo, querida amiga.

    ResponderExcluir
  7. QUERIDA MARIA A CADA VISITA EM SEU BLOG RECEBEMOS UMA AULA MARAVILHOSA DE ESPIRITUALIDADE E CRESCIMENTO COMO É EDIFICANTE PODER TOMAR CONHECIMENTO DOS PROPÓSITOS DE DEUS EM NOSSAS VIDAS RELEMBRAR SEMPRE O QUE SABEMOS MAS QUE TEM MUITOS QUE NÃO TEM CONHECIMENTO NUNCA É DEMAIS ,LINDO TEXTO QUE EMOCIONA E NOS FAZ PENSAR SOBRE A MORTE E O PENSAMENTO ERRADO
    QUE TEMOS SOBRE ESTA PASSAGEM SE NÃO CONHECEMOS O ESPIRITISMO LINDO MINHA QUERIDA ADOREI PARABENS UM ABRAÇO COM CARINHO MARLENE

    ResponderExcluir
  8. Muito oportuna a mensagem! Amei! Por vezes, sinto uma enorme saudade de Deus. A volta para casa reconforta e alenta.

    ResponderExcluir
  9. Olá Marlene querida,
    Gostei muito de seu comentário, amiga. Lúcido, claro e objetivo.
    Agradeço pela partilha.
    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  10. Querida amiga Genaura,
    Que prazer recebê-la por aqui.
    Realmente, quando lembramos que, um dia, partiremos rumo à eternidade, dá uma grande saudade de Deus.
    Um carinhoso beijo em seu coração.

    ResponderExcluir
  11. Querida Maria,

    Acredito plenamente no que li.
    Não somos um corpo que tem uma alma.
    Somos alma que habita um corpo provisoriamente.
    Depois de cumprida a missão junto com as pessoas
    que nos rodeiam deixamos o corpo a materia e vamos ao encontro da paz.
    As vezes eu me imagino conversando com Ele.
    E te digo, sou abençoada porque ele sempre me atende.

    Um beijo...saudades

    ResponderExcluir
  12. Lindo texto refletivo! Do teu lindo Blog sempre levo comigo ensinamentos de fé e esperança.Obrigada querida por este belo post.
    Bjs. no coração Eloah

    ResponderExcluir
  13. Acredito que aqui é a nossa escola, e logo voltaremos sim para a casa, mas o que vamos levar para casa como bagagem??? lindo post querida...muito profundo e verdadeiro, obrigada por compartilhar conosco viu...beijos floridinhos para você querida...

    ResponderExcluir
  14. MUITO VERDADEIRA ESSA CONSTATAÇÃO...AQUI SOMOS PEREGRINOS EM MISSÃO, QUANDO ELA ACABA, A GENTE VOLTA PRA CASA...BJS!

    ResponderExcluir
  15. Olá Ma,
    Obrigada pela visita e pela partilha.
    Adorei seu comentário, amiga.
    Um grande beijo para você.

    ResponderExcluir
  16. Olá Eloah querida,
    Que prazer enorme tê-la em meu blog.
    Amei seu comentário, tão carinhoso.
    Um afetuoso beijo, amiga.

    ResponderExcluir
  17. Querida Vanessa,
    Lindo seu comentário, amiga.
    Agradeço pela visita e partilha.
    Um beijo em seu coração.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  18. Querida Maria Bernardete,
    Agradeço sua visita e seu comentário.
    Fico feliz por ter sua presença aqui.
    Um carinhoso beijo.

    ResponderExcluir
  19. LINDA NOITE PRÁ TI !

    QUANTO TEMPO QUE NÃO VENHO POR AQUI...FAZ SIM UM BOM TEMPO...TEMPO DE SAUDADES...TEMPO QUE RESTA PARA COMPLETAR AS FALTAS...
    SEMPRE GRATIFICANTE ADMIRAR QUEM TEM O DOM DO ENSINAMENTO...
    BJS DE SAUDADESSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  20. Ôi! Passando pra convidar! Tem post novo e presente muito especial! Vem! Cada coração amigo conquistado, é mais uma luzinha a iluminar a nossa estrada! Uma 6ªF radiante e abençoada! Abraço fraterno e afetuoso! Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Olá Severa querida,
    Obrigada por sua sempre alegre e animada visita.
    Desejo, para vc, um ótimo final de semana.
    Um grande beijo, amiga.

    ResponderExcluir
  22. Elaine, minha querida,
    Obrigada por ter vindo até meu blog.
    Agradeço, também, pela partilha.
    Grande beijo.

    ResponderExcluir
  23. OLA VIM DESEJAR UM BOM FIM DE SEMANA E DEIXAR UM BEIJO

    ResponderExcluir
  24. Eu sou extremamente cético quando a esse assunto do tema. Todavia, suas palavras me fizeram refletir... Será que quando morremos realmente vamos para um paraiso pessoal? Será que existe um ser divino? Perguntas bem filosóficas. Enfim, adorei! Muito bom.

    Eu só poderei entrar aos dias de domingos agora, então minhas visitas e posts serão mais escassos. Quando postar algo novo me chame por favor. [sorriso]
    Abraços!

    http://paulobouvier.blogspot.com/2012/02/spike-fera.html

    ResponderExcluir
  25. Olá Deolinda,
    Quero desejar, para você também, um final de semana abençoado.
    Um enorme beijo, minha querida amiga.

    ResponderExcluir
  26. Paulo, querido amigo,
    Gostei muito de seu comentário. Cada um de nós possui o direito de ter suas próprias convicções.
    Admiro muito seu ponto de vista e aceito com a maior naturalidade.
    Desejo que tenhas um ótimo final de semana.
    Um grande abraço, amigo.

    ResponderExcluir
  27. Meu anjo uma mensagem realmente edificadora, muito bom ler e refletir, este teu espaço é por demais iluminado, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  28. Amada Maria!!!
    Está aí algo que deveriamos aceitar sem medo, e para quem fica sem dor.
    mas uma coisa eu sinto, que aqueles que vão antes de nós, quando são amados em vida, são cuidados, são queridos, vão em paz, sabendo que plantou sementinhas de ternura e afetos.
    Sendo assim, é que fez a sua parte boamente.
    Agora para nós que ficamos, a saudade é dolorida demais, as perdas assustam, mas sabendo que nos encontraremos com eles novamente é um alento.
    Meu amado pai já sei foi a tempos, uma criatura boa, amorosa, tinha seus momentos depres sabe, mas um homem de bem. Um ombro de pai, e creio que um bom marido para minha flor de mãe. Sempre que tenho decisões imortantes na minha vida, sonho com ele, dependendo a situação, ora está com o semblante fechado, ora sorrindo, ora somente olhando, e raramente falando. Mas sinto que é meu protetor.
    Enfim, espero mesmo que seja assim como seu lindo texto menciona.... que todos estaremos juntos!!
    Bjs grandes querida amiga, nos vemos no FB!!!

    ResponderExcluir
  29. Querida Luconi,
    Que bom ter sua visita por aqui.
    Amei seu comentário, amiga.
    Desejo um final de semana com muita paz e luz.
    Um beijo em seu coração.

    ResponderExcluir
  30. Olá Aninha, minha linda,
    Adorei seu comentário. Podes crer que é isso mesmo que acontece conosco, quando daqui partimos. É preciso somente sermos humanos, como Deus nos criou e espera que sejamos: bons e amorosos.
    Um belo final de semana para você, amada.
    Um beijão e nos vemos no FB.

    ResponderExcluir
  31. Oi minha linda, seu blog é muito sofisticado, amo vir aqui!
    Tenha um ótimo final de semana, bjus e fica com Deus...

    ResponderExcluir
  32. Olá Arione querida,
    Obrigada pela visita e pelo elogio.
    Volte sempre que quiser.
    Desejo um final de semana com muita paz para você.
    Grande beijo.

    ResponderExcluir
  33. Essas são a crença e a fé que nos acompanham...
    Nenhuma outra, é possível!!!

    Belo e alentador texto, querida Maria.

    Beijinhos,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  34. Linda amiga, saudades de tu!!!

    Eu tenho pavor da morte! Principalmente só em pensar de perder pessoas querida.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  35. Olá querida Lúcia,
    Obrigada pela visita e pelo comentário.
    Um ótimo domingo para você, amiga.
    Carinhoso beijo.

    ResponderExcluir
  36. Olá Maria Adeládia,
    Amiga, ninguém quer perder seus amores, porém devemos pensar que Deus é quem sabe de nossas vidas e devemos entregar a Ele nossos dias, nossas ações e nossos pensamentos.
    Um ótimo domingo para você, querida.
    Grande beijo.

    ResponderExcluir
  37. É. "Como acreditar que somos um amontoado de células, se dentro de nós agita-se um universo?"

    Aí está a evidência incontestável de que somos espíritos que um dia voltaremos a outra morada.

    Querida Paraguassu, fiquei tocada com os seus textos.

    Um bom domingo
    Obrigada.
    Bjs

    ResponderExcluir
  38. Amada irmã,

    Saudades...
    Você não tem ideia como fiquei emocionada ao ler essa mensagem. Lia e chorava, meu amado irmão foi morara na Casa de Deus há três meses.Muito obrigada por dividir esta mensagem tão linda e confortadora com minha família. Minha doce irmã, estou com problemas em meu blog em termos de visualização, você poderia verificar se já estou a seguir-te? Qualquer coisa me fale... Um beijo em seu coração, tenha um domingo repleto de lua, amor e esperança.

    ResponderExcluir
  39. Amiga Parfaguassu,

    Parabens!!!! por tb ser GREMISTA. Abrçs. Roy Lacerda.

    ResponderExcluir
  40. Olá Maria!

    Ninguém morre. Desencarnar é despir o físico para assumir nosso estado real de Espíritos imortais e viajar de volta para o nosso mundo espiritual.

    Um abração e uma boa semana.

    ResponderExcluir
  41. Eu acredito Maria. E fico até triste com os que não acreditam que a vidão continua após a morte. A morte é apenas um estágio pelo qual temos de passar.
    Pensar que Deus não existe, que não existe paraíso.....como alguém consegue negar a Deus? Mesmo sendo pecador, mesmo este mundo estando um pouco sujo, como podemos negar a existência de Deus? É tão óbvio..........Está nas coisas mais pequenas.
    Acho que o problema é quando nos perdemos nas coisas grandes. Enfim....

    Abraços e bom domingo.

    ResponderExcluir
  42. Olá Paraguassu,

    Parabéns pela escolha do tema!

    De fato, a morte é simplesmente o nosso retorno à pátria espiritual, uma viagem de volta, e devemos estar sempre preparados para esta viagem. Mesmo cientes disso, sempre é doloroso ver partir aqueles que amamos e que nos deixam saudosos.

    Ótima noite!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  43. Olá Elisa querida,
    Obrigada pela visita e pelo comentário tão gentil e carinhoso.
    Adoro quando você aparece por aqui.
    Obrigada, por tudo.
    Um afetuoso beijo, amiga.

    ResponderExcluir
  44. Olá querida Esperança,
    Agradeço sua vinda ao blog e seu comentário.
    Meu sincero e aconchegante abraço pelo desencarne
    de seu irmão, amiga. Saiba que Deus o tem junto a si.
    Um carinhoso beijo e muita paz para você.

    ResponderExcluir
  45. Olá querido amigo Roy,
    Agradeço, sensibilizada sua visita ao blog.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  46. Querido amigo Antonio,
    Sua visita e seu comentário deixaram-me muito feliz. Obrigada, mesmo.
    É sempre um grande prazer recebê-lo neste espaço.
    Um grande beijo em seu coração.

    ResponderExcluir
  47. Olá Ordem do Saber,
    Grande prazer deu-me sua visita.
    Seu excelente comentário deixou-me feliz.
    Obrigada por tudo.
    Um afetuoso beijo.

    ResponderExcluir
  48. Querida Vera Lúcia,
    Agradeço sua visita, amiga.
    E seu comentário tão gentil deixou-me feliz.
    Obrigada por tudo.
    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  49. Um texto esclarecedor!

    Eu acredito piamente que nada termina aqui
    e que na hora certa reencontrarei meus entes
    queridos.

    Adorei aqui.

    Beijo

    ResponderExcluir
  50. Olá Margoh,
    Seja sempre bem-vinda a este espaço.
    Obrigada pela sua gentil visita e por seu comentário tão carinhoso.
    Tenha uma ótima noite, amiga.
    Um afetuoso beijo.

    ResponderExcluir