domingo, 11 de dezembro de 2011

VÍTIMAS DE NÓS MESMOS



“Quantas pessoas do nosso convívio conseguem nos tirar do sério? Quantas pessoas que conhecemos, conseguem
nos fazer perder a paciência? Frequentemente, usamos dessas expressões para justificar nossa descompostura ou
desequilíbrio, ao culpar fulano ou beltrano.
Agora, nos resta perguntar por que alguém consegue fazer-nos perder a paciência, ou por que alguém é capaz de provocar uma mudança em nossa atitude?

E esses nossos descontroles cotidianos acontecem em qualquer ambiente. Algumas vezes na família, outras tantas no trabalho. Ou, ainda, nas corriqueiras relações sociais. E sempre estamos a justificar que a culpa é de
alguém. Sempre estamos prontos a explicar que se não fosse essa ou aquela pessoa agir desta ou daquela forma, nada disso aconteceria.


Colocamos a culpa do descontrole em alguém, em algo e, ao nos tornarmos vítimas da situação, nada nos resta a fazer, pois afinal, o problema está nos outros e não em nós. Mas, será que somos apenas reféns das situações, e
realmente nada podemos fazer a não ser reagir a elas?

Lembremo-nos da última contenda, da última discussão na qual nos envolvemos. Nada poderíamos ter feito para evitá-la? Nada estava ao nosso alcance para que a situação fosse minimizada? Recordemo-nos do nosso último 
desentendimento familiar. Será que a maneira como agimos e nos comportamos realmente era a única possível?

Ao fazermos essa breve análise, claro fica que poderíamos ter tido outras atitudes. Poderíamos nos
calar em algum momento, ao invés de soltar a palavra ácida e corrosiva. 
Poderíamos buscar o entendimento
ao invés da provocação. Poderíamos suavizar o tom de voz ao invés dos arroubos no falar.

Porém, se optamos por agir de outras maneiras, não foi culpa de ninguém, nem de situação nenhuma. Foi apenas uma opção pessoal. Poderíamos ter pensado antes de falar, refletido antes de agir, mas preferimos a reação à ação. Enquanto a reação é irrefletida e calca-se nos   instintos, a ação é uma atitude pensada e amadurecida na reflexão.

Desta forma, ao dizer que perdemos a paciência, ao constatar que saímos do sério, somos responsáveis por essas atitudes. E, apenas vítimas de nós mesmos.
Jamais poderemos justificar que alguém nos faz perder a paciência. 
Ao contrário, somos nós que não temos a paciência suficiente para a situação que se apresenta.
Ou, ainda, de maneira nenhuma poderemos acreditar que algo ou alguém nos faz sair do sério, nos faz perder a compostura.

A atitude tomada é sempre uma opção de cada um que, perante tal ou qual situação, não consegue ou não quer comportar-se de maneira mais digna ou melhor. Assim, não
mais nos permitamos ser vítima de nossas próprias  atitudes ou reações.

Reflitamos antes do agir, pensemos mais detidamente antes de falar e, acima de tudo, compreendamos que todas as nossas relações sociais, por mais difíceis que nos pareçam, são lições abençoadas no aprendizado do amor ao próximo.”
                
              Redação do "Momento Espírita"




Sempre se diz que fácil é falar; difícil é executar. Mas, se pararmos para pensar e avaliar o quanto nos desgastamos com certas atitudes tomadas à revelia da razão, vamos nos dar conta de que, inúmeras vezes poderíamos evitar tantos aborrecimentos e até, mágoas que ficam guardadas em nosso coração, gerando descontrole nas células de nosso corpo e, também, no campo emocional, ocasionando assim, doenças físicas e morais.

Em muitas ocasiões, seja com amigos, com colegas de trabalho ou, até mesmo, em família, divergimos das opiniões de alguém e, exacerbadamente, não conseguimos segurar as palavras que machucam, que marcam como se fossem bofetadas, deixando um rastro de raiva, de tristeza e de descontentamento.

Porém, ainda tem o outro lado da moeda: a culpa sempre é do outro. É daquele que não aceitou uma ideia, não compactuou conosco ou, ainda, opinou de forma contrária ao nosso pensamento. A pessoa que assim age, julga-se o dono da verdade, num egoísmo ilimitado e pretensioso.

Necessário se torna que avaliemos nossa forma de pensar e nossas atitudes. Uma boa relação, seja de amizade, de coleguismo ou na família, exige uma grande porção de sensibilidade às opiniões do outro, pois não somos sozinhos no mundo. Portanto, devemos saber ouvir e
respeitar o pensamento daqueles que nos rodeiam e que, de uma forma ou de outra, são importantes para nós.

Imaginem-se no lugar daqueles a quem ferimos com atitudes ou palavras. Como sentiriam-se, numa hipótese dessas? Como reagiriam? Simplesmente aceitariam ou partiriam para um revide, mesmo que isto apenas trouxesse mal-estar entre o grupo?

Vamos deletar a arrogância, a prepotência, a soberba e tentar agir com calma, tranquilidade e paciência. Nada nesta vida conseguimos para ontem. O ontem já passou. Precisamos viver o hoje, que é nosso presente. Vamos usar a inteligência, a sabedoria, a paz e o amor ao lidar com nossos irmãos de jornada. Eles também têm seus problemas, tal como nós.

Que saibamos administrar nossas vidas com ternura, carinho e alegria, pois aqui estamos para crescer e, não para sermos portadores de sofrimento e discórdia. Tenhamos viva em nossa memória, as palavras de Jesus:"Amai-vos uns aos outros, como Eu vos amo".

Que assim seja! 






43 comentários:

  1. Amiga, que bela mensagem!
    Eu fico muito triste quando "cabe a mim a ofensa"... "somos irmãos de jornada", e seria tão bom se todos pensassem assim; às vezes nos irritamos por tão pouco*¨¨ Ajudar os nossos amigos a carregar o seu fardo é seguir os ensinamentos de Jesus Cristo, e faz um bem imenso para a nossa alma.
    Beijos; bons dias de dezembro e muita paz pra ti, Mery*))

    ResponderExcluir
  2. "Que saibamos administrar nossas vidas com ternura, carinho e alegria, pois aqui estamos para crescer e, não para sermos portadores de sofrimento e discórdia."
    Querida e linda amiga, que beleza de post!O texto nos leva a refletir sobre nossas atitudes e rever o quanto somos vítimas de nós mesmas.
    Saio daqui refletindo sobre o assunto, absorvendo o espírito do bem viver e com o coração em paz, como sempre.
    Bom domingo.Bjs no coração Eloah

    ResponderExcluir
  3. Olá Mery querida,
    Um bom domingo para você, minha flor.
    Seu comentário me enche de alegria, ao ver que
    você comunga do pensamento de que devemos agir pensando nos irmãos de caminhada, amando-os e vendo-os como nós nos vemos: espíritos em busca de
    ascensão da alma.
    Um afetuoso beijo em seu coração.

    ResponderExcluir
  4. Eloah, minha querida amiga,
    Sinto-me tão feliz ao ver que meus leitores e amigos sintonizam comigo dos mesmos ideais, no que se refere aos pensamentos de paz e harmonia que procuro expor em meus textos. A vida é tão curta em relação a tudo que temos que crescer e evoluir.
    Portanto, ao invés de impormos nossos pontos de vista, muitas vezes errôneos, vamos viver melhor com nossos irmãos de jornada, ouvindo-os e aceitando-os como são.
    Um domingo com muita paz e luz para ti, amiga.
    Meu beijo carinhoso em teu coração.

    ResponderExcluir
  5. Eis-me outra vez aqui.
    Sentadinha no meu branquinho de escola, tentando aprender a deletar tantas falhas.
    A mensagem de hoje substituiu com galhardia a ida ao centro. Encontrou a pessoa certa. Tantas arestas, meu Deus! Acho que vou listar. um propósito e uma alerta seriam viáveis. O silêncio é prece! As sementes semeadas hoje hão de vingar! Assim seja!
    Adorei, amiga querida!
    Beijo grandão!

    ResponderExcluir
  6. Querida e amada amiga,
    Você até me deixa sem jeito, quando falas tantas coisas lindas assim. Mas, no fundo, existem verdades dentro de nós que precisam vir à tona.
    Não podemos permitir-nos agir como débeis seres
    em construção e, sim, como verdadeiras e sensatas
    criaturas de Deus aspirando a um porvir que surgirá ali adiante.
    Um final de semana abençoado para ti, amiga.
    Um beijo em teu coração.

    ResponderExcluir
  7. Amei essas folhas caindo, deram-me uma serenidade. E tem tudo a ver com o que disse.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Adorei a mensagem, quantas vezes colocamos muito peso nas costa do outro, e sempre achamos que a razão está conosco.
    bjs
    juliana

    ResponderExcluir
  9. Oi Maria..Como vai..tudo bem??

    Esta mensagem me veio a calhar.

    Muitas vezes a gente perde a apciencia e coloca sempre a culpa no outro.

    Se fossemos mais tolerantes, agissemos com mais
    calma...se não fossemos tão impulsivos muito melhor viveriamos.

    Sempre bom vir a aqui e sermos lembraos das boas atitudes que podemos ter...

    Todos saimos ganhando...

    Um beijo..

    ResponderExcluir
  10. Bom dia, minha amiga! Sim, muitas vezes perdemos o equilíbrio diante de algumas situações, e colocamos a culpa no outros! Estou tentando a todo momento, equilibrar-me mais, pois é importante!Beijos e um bom domingo!

    ResponderExcluir
  11. E como permitimos a energia negativa influenciar a nossa,

    Infelizmente,



    Um domingo leve,



    Bjkas

    ResponderExcluir
  12. Olá, querida

    " Das alturas orvalhem os céus,
    E as nuvens que chovam justiça,
    Que a terra se abra ao amor
    E germine o Deus Salvador"...

    Fico tão sem palavra para agradecer o carinho imensurável com que me cumula ao longo do ano que só posso lhe dizer que te amo fraternalmente...
    Seja muito abençoada e feliz, amiga!!!
    Bjm de paz e FELIZ NATAL... apesar de qualquer vestígio de dor em seu coraçãozinho....

    "Quando eu estiver contigo no fim do dia, poderás ver as minhas cicatrizes,

    e então saberás que eu me feri e também me curei."

    Tagore

    ResponderExcluir
  13. Querida Piedade,
    São lindas as folhas caindo, não?
    Para mim, elas representam as mensagens que deixo a vocês, meus amigos queridos.
    Elas vão se espalhando, levando consigo aquilo que é necessário saber, para que vivamos mais felizes e com maior sabedoria.
    Obrigada, amiga, pela visita.
    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  14. Precisamos mudar nosso modo de pensar e de ser, querida Juliana.
    Assim, teremos mais oportunidades de ter mais amigos, mais companheiros desta jornada, a qual dividimos com todos ao nosso redor.
    Uma semana linda para você.
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  15. Olá querida Ma,
    É um grande prazer recebê-la neste espaço. Gosto muito de visitá-la também e ver, a cada postagem sua, a beleza de seus artesanatos.
    Uma semana de muita paz e luz para você, amiga.
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  16. Tem toda a razão quando falas num melhor equilíbrio, Maria Adeládia.
    É muito importante para que não tenhamos que suportar a nós mesmos, diante de fraquezas e deslizes nossos.
    Vivemos em sociedade, portanto somos, por natureza, seres que vivem junto uns com os outros e é mister que tenhamos comportamento e atitudes de respeito e carinho para com os demais.
    Uma semana abençoada para você, querida amiga.
    Um afetuoso beijo.

    ResponderExcluir
  17. Alê, permitimos que as fraquezas tomem conta de nós, pela simples falta de respeito e consideração com os outros. Se, como disse no texto, pensássemos que poderia ser conosco ter que aturar
    pessoas sem senso de conduta e atitudes intoleráveis sentindo-se os donos do mundo, como reagiríamos?
    Não custa nada tratarmos nossos irmãos com cordialidade e amor.
    Uma semana abençoada para você, querida amiga.
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  18. Querida Orvalho do Céu,
    É muito importante para mim que exponho temas desta ordem, que meus leitores se sintam bem ao lerem e se sintam motivados a comentarem, se gostarem do texto, é óbvio.
    Para vocês que me seguem, eu estudo, pesquiso, coloco também um pouco de mim e assim vou fazendo daquilo que gosto, um aprendizado para mim mesma.
    Desejo que tenhas uma semana com muita paz e luz, amiga.
    Um beijo em seu coração.

    ResponderExcluir
  19. Querida amiga!
    Amei ler esse texto, e a forma com que complementas nos ajuda a refletir.
    Sinto que no trabalho,com amigos, as pessoas
    até que conseguem ser mais flexiveis...
    Mas quem sofre mais a consequência do desamor são
    as mais próximas,as mais queridas.(familiares)
    É preciso realmente rever nossas atitudes.
    Abraços! Uma semana linda e abençoada

    ResponderExcluir
  20. Imaculada, querida amiga,
    Nosso propósito, aqui nesta encarnação, é sermos bons e amáveis com todos os seres da Criação Divina. Porém, o homem, dotado de razão e sentimentos, burla este conceito e age com extrema
    impiedade com aqueles com os quais convive. Mostra, assim, seu lado desumano, pois não consegue ser igual aos demais, por tentar ser melhor e maior que todos. Peca pela impureza de pensamentos e por querer igualar-se a Deus.
    Nossa caminhada aqui no Planeta Terra, nos mostra o quanto é importante sermos dóceis e bondosos com todos, principalmente, com os que habitam o mesmo teto que nós.
    Uma semana com muita paz e luz, minha querida amiga.
    Beijo em seu coração.

    ResponderExcluir
  21. Minha amiga

    Foi providencial e excelente sua postagem. Sou muito impaciente. Não que brigue, mas acabo passando a insatisfação aos demais. E isso nada traz de bom... para ninguém.

    Grande beijo

    ResponderExcluir
  22. Marilene querida,
    Nossa responsabilidade, no meio social em que vivemos, é procurar sempre o equilíbrio no modo de agir e pensar. Não temos o direito de magoar a quem quer que seja, por causa de nossos impulsos ao falar e ao dirigir-se aos outros. Por pior que esteja o ambiente, procuremos afastar-nos sem expor nossa maneira de ver as coisas.
    Assim, estaremos fazendo um bem maior a nós mesmos, sem nos estressarmos e sem desgastar nossa imagem junto àqueles que, muitas vezes, nada têm a ver com os problemas que carregamos e que são, exclusivamente nossos.
    Uma semana iluminada para ti, amiga.
    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  23. Oscar Herlinger disse:

    Querida irmã Maria Paraguassu,

    Obrigado pela participação. Realmente nosso mestre Jesus é o caminho que devemos percorrer. Com sua orientação de orar e vigiar, não teremos dificuldade em saber o início da caminhada. É so descobrirmos nossos verdadeiros propósitos e alinhá-los à Lei de amor.
    Que Jesus esteja constantemente em sua vida.

    Oscar Herlinger

    ResponderExcluir
  24. Olá querido amigo Oscar,
    Imensa é a minha satisfação em receber seu comentário, apropriado e adequado.
    Que tenhamos sempre sobre nossas cabeças, a mão miraculosa de Jesus, a nos abençoar e proteger.
    Um grande beijo, amigo.

    ResponderExcluir
  25. Maria querida,

    O exercício do amor muitas vezes requer tolerância e paciência. Esperar sempre o momento certo para conversar sobre as coisas que nos incomodam na relação diária, seja em família, com amigos ou no trabalho e até no virtual. É aprendizagem e exercício diários. Obrigada por mais esta reflexão enriquecedora. Girassóis nos seus dias. Beijos.

    ResponderExcluir
  26. Olá querida Celina,
    O amor, a tolerância e a paciência sempre andam de mãos dadas, a fim de que, lançando mãos deles, possamos buscar a igualdade entre os que nos rodeiam.
    Amar é, verdadeiramente, almejar que o outro esteja tão bem como nós.
    Uma semana de muita paz e luz para você, amiga.
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  27. Paraguassu
    Me ajude a rezar dai me paciencia!
    com amizade e carinho de Monica

    ResponderExcluir
  28. Oi Amiga, tenho andado assim. Parece que todos me tiram a paciência. Precisamos saber administrar bem a nossa vida, pra não dizer coisas que mais tarde podemos se arrepender. Peço paciência e muita sabedoria a Deus todos os dias. Beijos e ótima semana.

    ResponderExcluir
  29. Olá querida Mônica,
    A paciência é uma virtude a ser elaborada dentro de nós mesmos. Sem ela, tornamo-nos pessoas a esperar que a vida esteja sempre pronta para nos atender, aos nossos menores desejos.
    Uma ótima semana e um grande beijo, amiga.

    ResponderExcluir
  30. Smareis querida,
    Por muitas vezes nos descontrolamos e acabamos por fazer ou dizer coisas que magoam outros ao nosso redor.
    Devemos ter um auto-controle, de modo a não causar esses pequenos aborrecimentos que, ao menor descuido, podem se tornar antipáticos de nossa parte.
    Uma semana com muita paz e luz e um afetuoso beijo, querida amiga.

    ResponderExcluir
  31. Querida amiga de Silenciosamente Ouvindo,
    Desejo, também, que seu Natal seja iluminado e que a paz de Jesus Cristo humanize mais as pessoas e
    que Ele traga muito amor e luz para todos.
    Agradeço pela visita e pelos votos de feliz Natal.
    Grande beijo.

    ResponderExcluir
  32. A paciência, aliada ao amor,nos torna capazes de administrar bem tudo que surja em nosso caminho.
    Aquela velha lição de "contar até 10" é bem providencial, para que não firamos as pessoas, impensadamente. Toda convivência humana, há que ser serena, pacífica...carregada de ternura, ao irmão do lado...

    Um fraterno abraço, Maria
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  33. Gosto desta refelxão amiga,pois creio que é preciso nos reeducarmos para assumir nossas falhas e fazer a diferença numa vida mais fraterna e inteligente.Quantos destes casos de transitos não são frutos deste destempero?
    Assumir a beleza de ser eu é tudo amiga.
    Uma bela semana de paz e luz com toda admiração.
    Meu abraço carinhoso.
    Bju.

    ResponderExcluir
  34. Querida Lúcia,
    Muitas vezes mesmo, precisamos nos utilizar do velho método de contar até 10, antes de abrirmos a boca para falar coisas que só servirão para magoar as pessoas.
    Através deste método, conseguimos superar nossos impulsos e podemos conviver com paciência, amor e respeito para com nossos irmãos.
    Um grande e afetuoso beijo, amiga.

    ResponderExcluir
  35. Toninho querido,
    Grandes verdades você menciona em seu comentário.
    Quando assumimos nosso eu verdadeiro, estamos mostrando nossa alma a todos.
    A calma, a tranquilidade, o amor e o respeito são
    maneiras de atrair as mesmas coisas para nós.
    E lembrando sempre, que somos iguais a todos os demais, portanto nada mais justo do que querermos
    ser tratados como tratamos os demais.
    Um grande e fraternal abraço, amigo.

    ResponderExcluir
  36. PuxA, que lindo texto e é bem verdade isso.. quantos VEMOS NESSA SITUAÇÃO E SENTEM-SE ENROSCADOS... BEIJOS, BOA NOITE,CHICA

    ResponderExcluir
  37. Boa-noite querida Chica,
    Amiga, a grande verdade é que não podemos viver como amigos apenas na aparência e, sim, entendermos que somos todos irmãos e o certo perante Deus é nos tratarmos como iguais.
    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  38. Ah, minha querida...voce sempre perto e com as palavras certas, no momento exato...
    Hoje ainda perdi a paciência...este texto foi totalmente para mim, para me relembrar, aliás, como sempre o faz...

    Voce realmente, é a extensão dos ensinamentos que ainda preciso treinar nesta dimensão...
    Erro lá, venho receber um aviso aqui de que preciso me rever...que felicidade!
    Só tenho a agradecer! a Deus, ao Universo, por termos nos encontrado...

    Obrigada, amiga querida! luz, paz, sabedoria e amor nos seus dias, cada vez mais...

    ResponderExcluir
  39. Querida Liz,
    Agradeço seus elogios à minha postagem, porém devo dizer que não os mereço, pois cometo os mesmos erros que todos têm. Apenas, esforço-me para tornar a realidade deste cotidiano que vivemos, um puco melhor.
    Afirmo, também, que, como nada acontece por acaso,sabemos que há uma missão a ser cumprida e cada um de nós é responsável pelo que planta.
    Assim, nosso comprometimento espiritual torna-se enorme e mister se faz que seja cumprida a missão a cada um destinada.
    Um grande beijo, amada.

    ResponderExcluir
  40. Olá Paraguassu,
    Tanto o texto da Equipe da redação do Momento Espírita quanto o complemento que você trouxe são excelentes para nossa reflexão.
    Realmente, aqueles que reagem impensadamente ferem, atraindo negatividade e sofrimento. E é mais fácil indicar culpados para o seu descontrole do que assumir que poderia ter tido um procedimento mais equilibrado.
    Por mais difícil que seja segurar a palavra felina, ainda é melhor não pronunciá-la, pois a palavra dita não tem retorno.
    Adorei a reflexão.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  41. Vim visitar seu blog e e vir aqui pra mim sao momentos de paz parabéns pelo trabalho lindo que faz ,A vida é tão amorosamente surpreendente que, às vezes, no auge da nossa tristeza, ela aparece com um presente que faz diminuir o tamanhão todo da nossa dor.

    Ele não cura, mas a gente lembra que a oportunidade de viver é algo bem maior, bem mais precioso, bem mais bonito, enquanto o desembrulha.Erica Feliz natal

    ResponderExcluir
  42. Mais um texto maravilhoso,com uma excelente msg para nossa vida!As palavras são mesmo como facas,muitas vezes e precisamos exercitar nosso amor em silencio!Bjs e meu carinho!

    ResponderExcluir